Visitem tambem estes meus blogs..e agora uma nova novidade...o meu novo site...obrigado pela visita!
Quarta-feira, 26 de Setembro de 2007
Se Eu Pudesse...


Se eu pudesse sentir-te, por um momento sem fim,
Se eu pudesse...
levar-te prá bem longe, sem o ontem,
sem o amanhã, sem pausa,
Se eu pudesse...
Minha estrela, meu céu, meu sol,
minha tesão, meu tudo agora.
Se eu pudesse ter tudo que eu quero agora...
Queria-te a ti só pra mim, dentro de mim,
para um momento sem fim.
Se eu pudesse...



publicado por SONHADOR sonhador às 00:49
link do post | favorito

De João Cordeiro a 26 de Setembro de 2007 às 18:03
Belo poema de amor.
Nunca desistas... de sonhador para sonhador.

Deixo-te um pequeno texto do meu livro Ano Louco, um sonho tornado ralidade.

Abraço sonhador
Desejo

Devia deixar de fumar, mas no entanto...
Traguei a noite ao mesmo ritmo que ia deitando abaixo a lata de Coca-Cola que agora serve de cinzeiro.
A roupa está disposta pelo quarto ao abandono do meu corpo e do de Paula.
Esta dorme a meu lado e a certa altura da noite, penso que a respiração dela me faz lembrar suaves murmúrios de anjos… (melhor: colas na tua mente o pulsar ritmado que sai pelas suas narinas à tua ideia de anjos repousando sobre uma nuvem, qual nenúfar, no céu).
Mas, logo concluí que isso era efeito do sono que surgia quase à mesma velocidade que queimava os cigarros contra os pulmões.
Paula tem o cabelo encaracolado e o rosto está disposto sobre a brancura da almofada.
Os seios cheios, fartos mesmo, escondem-se na camisola que não alberga o tamanho dos mesmos e não há palavras, por mais poéticas que sejam, que encubram os pensamentos que por momentos me ocorrem.
Acordado, agora medito sobre o inevitável breve final do mundo. Imagino já o estrondo que ecoará na minha cabeça e fumo.
Fumo muito e sempre. Fumo no carro, fumo quando chego a casa, antes da refeição, durante e depois. Fumo na casa de banho. Fumo enquanto faço amor.
Paula nunca aguentou o cheiro do fumo. Sei, mas insisto em tirar mais um cigarro do maço e em acendê-lo. Paula dorme.
Levanto-me e agarrando na lata de Coca-Cola que agora serve de cinzeiro, acerco-me da janela. Da janela vejo o mar. Enquanto observo os miúdos que desafiam as ondas a rebentar sobre a areia, Paula acorda.
Disse, bom dia, caminhou na direcção da porta e entre o caminho da cama e da casa de banho ainda tem tempo de completar, acaba com a merda do fumo, que estás a empestar o quarto.
Paula demora-se na casa de banho; oiço o som da urina projectar-se na água da sanita.
Puxa o autoclismo, o papel higiénico rola por duas vezes, a torneira abre-se, a água jorra contra o azulejo, a torneira fecha-se.
Paula descoberta ao mundo, atravessa a porta da casa de banho que dá acesso ao quarto e diz:
- Já nem te barbeias.
Eu faço-me de mudo. Continuo a fumar junto à janela e Paula diz:
- Veste pelo menos a camisola, está muito frio.
Mas eu devolvo a ordem com a pergunta:
- Quando foi que tudo aconteceu?
- Quê? Pergunta ela.
- Quando foi que tudo aconteceu, repito, tudo isto?
- Tudo, mas tudo, o quê?
- Isto de estarmos aqui, mas não estarmos: tu seres uma chata, e eu já não aguentar nada disto; respondo de uma maneira seca.
Paula diz que não sabe, mas adianta que talvez tudo tenha acontecido na altura em que me deixou que lhe tocasse a intimidade com os dedos com cheiro a cerveja e decidiu deixar aquele ex-marido banana para fugir comigo, só porque eu tinha um tom de voz que fazia lembrar o António Banderas e lhe prometera comprar uma ilha algures no Mediterrâneo só para os dois.

Ela diz que foi isso, que foi isso… que aconteceu.










De sonhador a 29 de Setembro de 2007 às 00:58
Olá joão!

Desculpa como teu comentário é enorme,vou ter que ler com muita atenão para que possa responder devidamente,dai pedir-te desculpa por não o fazer hoje,mas prometo ser breve!
Abraço,bom fim de semana,e já agora obrigado pela visitinha!
Sonhador


Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

cidade aonde eu vivo/
Get Your Own! | View Slideshow
Várias vezes tenho afirmado - e convicto e comprovadamente o faço - que a minha cidade tem por hábito trilhar percursos inovadores. Daí que, o concelho a cuja Câmara Municipal seja cada vez mais atractivo para viver, para trabalhar e para estudar. Acessibilidades invejáveis, habitações de indiscutível qualidade, zonas industriais de topo, espaços verdes que se multiplicam e excelente parque escolar a nível do Ensino Básico são alguns dos motivos que tornam a cidade apetecível e cada vez mais procurada. Também não esquecemos os novos caminhos da informação. A melhoria introduzida no blog deve ser entendida como mais uma forma de apoio aos que habitam na cidade, e como um auxílio aos muitos que nos VISITEM..
mais sobre mim
mais comentados
114 comentários
48 comentários
31 comentários
30 comentários
28 comentários
26 comentários
26 comentários
Janeiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Fim

Blog 100%

Fuga

Perdão...

Bem longe de ti

Bom ano novo

links
arquivos

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Março 2006

tags

"sintomas da tua ausência "

13 maio

2000 visitas! o blogue volta a estar em

800 202 148.

a amizade

a certeza que o amor tem

a dor

a dor da saudade

A esperança

agora encontrei

amar

amor

amor virtual

anjo

eu amo-te

eu só queria

mais do que palavras

meu amor

quero cometer loucuras

saudade

todas as tags

subscrever feeds